O berço da erva-mate

           Palmeira das Missões é o berço da erva-mate e um dos maiores festivais nativistas do RS homenageia a forma mais antiga de produção de erva, o carijo. O festival, que está em sua 32ª edição ininterrupta, nasceu durante um ato ocorrido no 31ª Congresso Tradicionalista Gaúcho realizado pelo Movimento Tradicionalista em janeiro de 1986, no qual cada CTG trouxe de sua cidade uma porção de terra e a partir disso foi plantado um pé de erveira.

 

          Na tarde desta sexta-feira, 26, na Casa de Cultura durante o 32ª Carijo da Canção Gaúcha o prefeito municipal Eduardo Russomano Freire sancionou o Projeto de Lei Legislativo 011/2017 que tomba o pé de erva-mate plantado em frente do Pavilhão Vicente da Silva Machado Netto, no Parque de Exposições Tealmo José Schardong. Segundo o vereador Maninho Saggin, o tombamento é importante para preservar a cultura de Palmeira das Missões. “Temos que preservar e manter as tradições. Por meio deste tombamento queremos preservar a cultura do município, pois Palmeira foi criada por meio do cultivo da erva-mate onde os tropeiros passavam aqui e o comércio baseava-se no produto. Palmeira das Missões é sim filha da erva-mate”, afirmou.

 

          Posteriormente o coordenador do Departamento de Ciências da Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria, Janderle Rabaiolli, palestrou sobre a importância da publicidade na cadeia produtiva da erva-mate. Além disso, também foi realizado um workshop promovido pelo Instituto Brasileiro da Erva-Mate (IBRAMATE), com o objetivo explicar aos produtores de erva-mate as potencialidades da divulgação das mídias digitais como forma de divulgação e as ferramentas que existem além de apresentar a Comunidade Clube do Mate como um canal de comunicação que todos podem fazer parte.

 

           Em seguida, no mesmo local, ocorreu a Assembleia Geral Ordinária da Associação Ervateira Polo Planalto Missões (AEPLAM).

 

Texto: Carine Zandoná Badke e Daniela Vargas

 

Fotos: Carine Zandoná Badke