Casa de Cultura homenageará Ademar Canavezzi

             Neste ano a Casa de Cultura – espaço para a divulgação da história do festival e sobre a produção de erva-mate durante o Carijo da Canção Gaúcha – homenageará Ademar Canavezzi, responsável pela construção de diversos prédios da cidade, assim como praças e sua arborização. Nascido em Cruz Alta em 1913, Ademar morou em Palmeira das Missões e recebeu o título de cidadão palmeirense, vindo a falecer em fevereiro de 2007, com 94 anos.

 

             Ele conheceu Palmeira das Missões aos seis anos, quando veio acompanhado do pai, responsável pela construção de alguns prédios da cidade. Anos após, Ademar lutou na Revolução de 1930, e já na Revolução de 1932 ele embarcou em Passo Fundo no mesmo trem que partiu o 3° Corpo Auxiliar Provisório, conhecido como ‘Pé-No-Chão’. Após as batalhas, Ademar aprendeu as artes da Engenharia e Arquitetura, tornando-se mestre construtor em Cruz Alta, quando João Adrião Gonçalves buscou-o para construir o Hospital de Caridade de Palmeira das Missões.

 

                Ademar foi responsável ainda pela construção da Escola Celeste Gobbato, Colégio Três Mártires, pela ampliação do prédio do Hospital, o Posto Agropecuário atual campus da UFSM, o Cine Gaúcho, o Cine Alvorada, o Quartel da Brigada Militar e vários prédios comerciais e residenciais. Deixou exemplos de participação comunitária, quando trabalhou como voluntário na construção das sedes sociais do Guarita Country Club, CTG Galpão da Boa Vontade, Clube Doze de Outubro, CTG Sinuelo da Querência e pavilhão de esportes do Clube Centenário.

 

              Também foi um precursor da preservação ambiental, tendo plantado muitas árvores pela cidade, atividade que exerceu no Posto Agropecuário e na Praça Getúlio Vargas (Hospital). A Praça Paulo Ardenghi foi construída e arborizada por Ademar, assim como a Praça José Nassif Azem, próxima ao Esporte Clube Palmeirense, além de praças em Jaboticaba, Cerro Grande, Pinhal, Seberi e tantas outras pela região.

 

             Imprimiu sua marca criadora na construção dos pórticos de entrada da cidade, ao Sul e ao Norte, os quais representam a torre da Catedral de São Miguel das Missões. Mas, a ‘menina dos olhos’ de Ademar foi sem dúvida a construção do Parque Municipal de Exposições, no qual dedicou quase 25 anos exercendo suas habilidades de construtor de plantador de árvores. Além disso, Ademar esteve presente na reunião de criação do Carijo da Canção Gaúcha, juntamente com Mozart Pereira Soares, Lourenço Ardenghi Filho, e tantos outros que fizeram parte deste capítulo da história do festival. No Carijo, Ademar foi por várias edições ‘prefeito’ da cidade de lona.

 

               Sendo assim, a Comissão Organizadora do 32° Carijo fará uma homenagem a Ademar Canavezzi durante a abertura da Casa de Cultura, que acontece na quinta-feira, dia 25, às 17h. A Casa de Cultura fica localizada ao lado do pavilhão principal, no Parque de Exposições, e terá uma programação especial durante o festival, com exposição de fotos sobre a vida e obra de Ademar. 

 

 

Foto: Divulgação